Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2008
Imagem
HISTÓRIANa Antigüidade a sociedade Egípcia (milhares de anos antes de Cristo) utilizava a hipnose em seus templos do sono, as doenças eram tratadas após o paciente ser submetido ao transe hipnótico; existem provas arqueológicas de tal prática como vasos de cerâmica onde aparecem figuras de médicos fazendo intervenções cirúrgicas de (para a época) grande porte, o que sabemos ser muito difícil, pois a anestesia não era conhecida. Tais médicos eram representados emitindo sinais mágicos ou raios dos olhos como forma de estereotipar a ação do hipnotizador. Tal procedimento (hipnose médica) tem uma melhor palavra, “sofrologia” (muito mais utilizada em outros países Latino-americanos) oriunda da deusa grega Sofrosine. Ao pé da letra: Sos (tranqüilo), phren (mente) e logia (ciência), ciência da mente tranqüila.Da mesma forma, na antiga Grécia, os enfermos eram postos a dormir em templos e despertavam curados. Os gregos iam aos tempos de Sofrosine e após entrarem em transe ouviam os sermões do…

MITOLOGIA HIPNOSE

Imagem
DEUS DO SONO.
A mitologia grega ensina que Hipnos, filho de Erebo e da Noite, era o deus do sono, e errava docemente sobre a terra e o mar distribuindo a todos um repouso benéfico e reparador. Os estudiosos da mitologia acreditam que seu palácio ficava numa caverna perto da região onde habitava um povo descrito por Homero, em sua Ilíada, como vivendo numa escuridão perpétua, e considerado por Heródoto, o "pai da História", como os primeiros ocupantes da Rússia Meridional, de onde foram repelidos através do Cáucaso até a Ásia Menor. Ainda segundo alguns estudiosos, "junto à entrada da caverna crescem abundantemente papoulas e outras plantas, de cujo suco a Noite extrai o sono, que espalha sobre a terra escurecida". Entre os filhos de Hipnos estava Morfeu, que tinha a faculdade de revestir de sonhos a imaginação dos homens adormecidos.
O sono, ou adormecimento, é o relaxamento natural dos sentidos. Ele tem uma função importante na mitologia e no folclore dos mais di…

INDICAÇÕES DO TRATAMENTO PELA HIPNOSE

Hipnose:indicação
* Psicoterapias;
* Analgesias;
* Anestesias;
* Vômitos;
* Náuseas;
* Pruridos;
* Sangramentos e sialorréia;
* Controle da dor em pacientes com doenças crônicas e ou terminais;
* Enurese noturna;
* Ansiedades;
* Pré e pós-operatórios;
* Pré e pós-parto;
* Relaxamento físico e emocional;
* Aumento da lactação;
* Desenvolvimento de capacidades artísticas;
* Melhora da conversação d línguas estrangeiras;
* Câncer (melhora a dor e auto-estima);
* Rompimentos amorosos;
* Na perda de parentes (luto);
* Melhora de rendimento escolar;
* Gastrites;
* Tristezas;
* Desânimo;
* Tique nervoso;
* Entrevistas (evitar o "branco"); anorexia nervosa;
* Bulimia;
* Síndrome do pânico;
* Doenças de pele (acnes, vitiligo, psoríase, dermatites, eczemas);
* Doenças alérgicas;
* Tratamentos odontológicos (controle da dor; sangramentos; usar chupetas; roer unhas, chupar o dedo; atitudes viciosas com a mão ou o braço debaixo do rosto; atitude viciosa de ler, apoiando a face sobre a mão; dormir de boca aberta; brux…

HIPNOSE MITO OU VERDADE.

Imagem
Primeiro foi a acupuntura. Agora, é a vez de a hipnose ser finalmente reconhecida e adotada pela medicina. O método começa a figurar entre o arsenal de recursos oferecidos por instituições de renome no mundo todo. É usado, por exemplo, no Memorial Sloan- Kettering Cancer Center e no M. D. Anderson Cancer Center, dois dos mais importantes centros de tratamento e pesquisa da doença, para diminuir efeitos colaterais da quimioterapia, como a fadiga e a dor. Também é utilizada no Hospital de Liège, na Bélgica, como opção de analgesia. No Brasil não é diferente. Já faz parte da rotina de serviços de primeira grandeza como o Hospital A. C. Camargo, de São Paulo, especializado na luta contra o câncer, e ganhou espaço no Hospital das Clínicas de São Paulo (HC/SP), a instituição que serve de escola para os estudantes da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). As indicações também são amplas.Só para citar algumas, além do câncer: dor crônica, transtorno do pânico, asma, tensão …