A Guerra familiar Inconsciente


A Guerra familiar Inconsciente
Cada pessoa de uma família que ao crescer não neutralizou (resolveu) os seus conflitos inconscientes, herdados da sua vida intra-uterina e da sua infância, continuará inconscientemente (sem perceber) com excesso de cargas negativas , em decorrência de sofrimentos causados por dores, desprazeres, frustrações, etc., gravados em sua mente. Estas cargas negativas tenderão a se projetar na direção do outro em forma de agressividade. O "outro", para o Inconsciente é qualquer um que com ele conviva; pouco importando se é o pai, a mãe, irmãos, etc. Lembrar que o sentimento de amor se encontra no Consciente e não no Inconsciente que é o representante do "animal" que reside em qualquer um de nós! Para melhor compreender esse nosso"animal", procure ler : " Os Dragões da Mente", publicado e divulgado em diversos sites da Internet. Voltando ao Inconsciente familiar, ressaltamos que a agressividade entre os membros de uma família com seus Conscientes fracos e dominados pelos seus inconscientes negativos, é diretamente proporcional ao que o Inconsciente "pensa" o que o outro lhe causou. "Olho por olho, dente por dente"; esta é a lei do Inconsciente Mental. A família atingida e sob forte pressão e tensão, começa a se desestruturar. Uns ficam irritados, têm insônia, se agridem, ficam impacientes. Outros recebem no corpo as tensões psíquicas que são convertidas em úlceras, hipertensão,  dermatites, asma e outros.
Perdurando essa guerra, as tensões se tornam insuportáveis gerando sérios distúrbios mentais ou graves desestruturações biológicas e até o surgimento de tumores benignos e malignos.
Infelizmente, as pessoas envolvidas nessa "guerra" inconsciente, raramente percebem que estão se destruindo. A razão desse desconhecimento é porque, enquanto os seus Inconscientes brigam, os seus Conscientes se amam e se amparam. Famílias cujos membros vivem brigando; nos momentos de dor, sofrimento e luto, demonstram a afetividade e amorosidade que têm em seus Conscientes. O Consciente é quem representa a pessoa; ele é o pai, a mãe, o filho e o irmão; enquanto que os seus Inconscientes são aquela parte animal que mantém a integridade física e biológica do pai, da mãe, do filho e dos irmãos. Daí, podemos afirmar que o termo "culpa" jamais poderá ser empregado ou sentido pelos membros familiares, pois esse processo além de ser biológico não é percebido por nenhum deles.
Nas dezenas de famílias em que pesquisamos esses fatos e cujos sofrimentos físicos e morais nos impressionam, pudemos verificar a deterioração de um ou mais de seus membros. Este desequilíbrio familiar se amplia na Sociedade porque cada pessoa envolvida nessa "guerra" leva os seus conflitos individuais e familiares para os diversos grupos sociais que freqüentam. Transmitem e provocam tensões no ambiente de trabalho, na escola, em festas e em qualquer lugar em que estiverem, principalmente nas ruas, quando se percebe as tensões nos rostos das pessoas. Não é de se espantar que a violência esteja atingindo níveis assustadores. Cada um trazendo a sua carga negativa no Inconsciente e descarregando no próximo a sua amargura, os seus insucessos e a sua frustração; buscando dessa maneira aliviar o sofrimento interno da dinâmica das cargas negativas gravadas em seu Inconsciente. A violência no trânsito é mais um bom exemplo da ação do Inconsciente enfermo. Muitos motoristas, induzidos por suas mentes imaturas ( a imaturidade é a dominância constante do Inconsciente sobre o Consciente) e impulsionados por seus Inconscientes, transformam um dos mais úteis inventos em mais uma arma mortífera que é o carro, nas mãos de condutores de mentes doentias. Dirigindo um veículo veloz e pesado, um imaturo se sente protegido pelo anonimato, pela velocidade e pela ferragem do carro; Comporta-se como poderoso, na proporção inversa da sua frustração, fraqueza, pobreza material e mental. Não nos causa surpresa que eles matem cerca de 50.000 pessoas e deixem mais de 300.000 feridos, nos mais de 350.000 acidentes que provocam nesse mais outro tipo de "guerra" dos Inconscientes negativos.
Os sinais e sintomas de um Inconsciente negativo não são muito difíceis de se perceber; basta que observemos e analisemos no comportamento das pessoas, determinados atos, gestos e maneira de se vestir, etc. O semblante fechado, muitas vezes raivoso que se vê na maioria das pessoas nas ruas; é uma demonstração de Inconscientes frustrados. Frustração fácil de se sentir hoje em dia, quando assimilamos através dos nossos cinco sentidos, acontecimentos que irão nos aborrecer e causar sofrimento como as dificuldades crescentes para se conseguir um emprego, os concursos sempre mais concorridos exigindo mais qualificação dos candidatos, como grau superior, pós-graduação, doutoramento, mestrado, línguas estrangeiras, prática, etc.; frustrando a maioria que não tem cultura. Mais fatos negativos são gravados em nossa Mente, quando sabemos das falcatruas diárias e assaltos constantes aos cofres públicos de muitos políticos e governantes que além de não serem punidos ainda recebem altíssimos salários e comparamos com os nossos ganhos suados e honestos; quando perdemos um ente querido, quando o temor constante de sermos mortos ou roubados pelo crescente número de bandidos, cujos Inconscientes estão repletos de cargas negativas também; quando desejamos ser alguém que invejamos e não somos, quando queremos e cobiçamos algo que não podemos ter; quando vemos os poucos homens honestos, normais e éticos, serem tolhidos,rejeitados,criticados,ironizados e até ameaçados pela maioria que já se tornou aética,desonesta,amoral e imoral; quando vemos as famílias se desmoronarem por rejeitarem e expulsarem Deus de seus lares; quando nos sentimos inseguros, onde quer que estejamos com a ameaça constante da agressão e da violência do outro,etc...et

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A cirurgia HIPNOTICA de redução de estômago

HIPNOSE PODE MUDAR O DNA

Transtorno de Personalidade Borderline