A hipnose é um facilitador no resgate do prazer


A hipnose na terapia sexual: um facilitador no resgate do prazer


Nem pêndulo, nem magia ...  É pura ciência transformando vidas e resgatando o prazer. Eis aqui um valioso recurso que a hipnose moderna nos presenteia. O Conselho Federal de Psicologia  (CFP) aprovou e regulamentou o uso da hipnose como recurso auxiliar de trabalho do psicólogo em 20 de dezembro de 2000 através da resolução 013; reconhecendo a mesma como recurso técnico capaz de contribuir nas resoluções de problemas físicos e psicólogicos. E ainda considerou o avanço da hipnose, a exemplo da Escola Ericksoniana no campo psicológico, de aplicação  prática e de valor científico. Assim como o de Psicologia, os Conselhos de Medicina e de Odontologia reconheceram essa valiosa ferramenta terapêutica.Devemos aqui render nossa homenagem ao Dr. Milron H. Erickson (1901-1980), psiquiatra norte-americano, que é considerado o Pai da Hipnose Moderna dada à importância e originalidade de seu trabalho. Ele é reconhecido como a maior autoridade em psicoterapia breve estratégica.  Tanto para problemas psicológicos como fisiológico, a Hipnose Ericksoniana tem resultados bastante  eficientes, além de encurtar o tempo de tratamento. Essa abordagem fenomenológica acredita que as pessoas têm dentro de si ou de seus sistemas sociais os recursos para produzir as mudanças necessárias a sua harmonia, saúde e bem estar.  O trabalho do terapeuta é o de conseguir acesso a esses recursos e auxiliar o paciente a colocá-los em prática nas diversas áreas da vida, inclusive na sexual. Podemos dizer que isso é um grande  ganho para a sexologia. Desde os primórdios da humanidade, as disfunções sexuais existem, e a busca para solucionar as mesmas também. Nas décadas de 50 e 60, houve um grande avanço no que diz respeito ao conhecimento da sexualidade humana. Em 1966, Master e Johnson publicaram o livro "Resposta sexual humana", que representa um marco nas concepções médicas e psicológicas sobre o tema. A partir dessa verdadeira revolução conceptual, os problemas sexuais deixaram de ser vistos como "fenômenos intratáveis". Abriu-se espaço para a sexologia moderna, que trouxe consigo o objetivo principal de aliviar o sintoma  sexual, tendo a psicologia comportamental ocupado um importante papel a partir da década de 50. Na década de 80, em vários países surge a especialidade Terapia Sexual. No Brasil, a referida especialidade se expandiu a partir de 1990. Desde então, muito se evoluiu. Muitas novas "ferramentas" vêm se incorporando e aprimorando a terapia sexual como, por exemplo, o uso de técnicas de abordagem corporal, de terapia conjugal e de relaxamento. Agora chegou a vez da Hipnoterapia Ericksoniana! Podemos dizer que as técnicas utilizadas na mesma enriquecem a estratégia de atuação terapêutica na Terapia Sexual, favorecendo, assim, excelentes resultados tanto no trabalho das disfunções sexuais masculinas como femininas. Além do mais, observamos na prática que é possível proporcionar não só a resolução da dificuldade sexual específica como também promover uma reeducação sexual, favorecendo a saúde, o prazer, a harmonia e o bem estar do ser humano como um todo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A cirurgia HIPNOTICA de redução de estômago

HIPNOSE PODE MUDAR O DNA

Transtorno de Personalidade Borderline